Os filmes mais polêmicos de todos os tempos

Os filmes mais polêmicos de todos os tempos

Nenhum filme agrada a todos, mas ao longo da história do cinema foram lançados filmes que chocaram o público, seja pelo excesso de violência, sexo, estupro e também pelo forte teor político e religioso. Filmes que foram censurados, proibidos e que geraram até processos, e que independente da época continuarão sendo polêmicos. Confira a lista:

A lista pode conter Spoilers.

1 – O Nascimento de uma Nação (1915) – Direção: D. W. Griffith

O filme recebeu protestos da Associação Nacional para o Avanço das Pessoas de Cor(NAACP), gerou manifestações e, posteriormente, forçou o próprio Griffith a responder às críticas com seu ainda mais ambicioso Intolerância (1916).

Momento mais polêmico: No final, onde os soldados do norte e do sul unem suas forças contra os negros(atores brancos com o rosto pintado), supostamente o inimigo “real” do progresso americano. Sendo assim, o Ku Klux Klan como salvador da nação.


2 – Laranja Mecânica (1971) – Direção: Stanley Kubrick

Foi banido na Irlanda, Malásia, Cingapura, Argentina, Brasil, Chile e Coreia do Sul, entre outros. Mas a curiosa proibição veio da Inglaterra. O próprio Kubrick pediu para que retirassem o filme dos cinemas, porque ele e sua família vinham sendo ameaçados de morte.

Momento mais polêmico: A exagerada, caricata cena de estupro – em que Alex (Malcolm McDowell) bate em uma mulher ao som de Singin ‘In The Rain.


3 – Triunfo da Vontade (1935) – Direção: Leni Riefenstahl

O filme é proibido na Alemanha.

Momento mais polêmico: O clímax do desfile de março, onde Hitler faz um discurso para seu exército.


4 – A Centopéia Humana 2  (2011) – Direção: Tom Six

O Reino Unido baniu o filme por considerá-lo um risco para os espectadores, mas logo voltaram atrás e deram a classificação indicativa de 18 anos após 32 cortes.

Momento mais polêmico: O estupro com arame farpado.


5 – A Serbian Film (2010) – Direção: Srđan Spasojević

Na Espanha, o filme foi banido por ‘ameaçar a liberdade sexual’ e não participou da 21ª Semana de Cine Fantástico y Terror. No Reino Unido é liberado somente após 49 cortes. Na Alemanha, o laboratório que fez as cópias da película destruiu tudo após ver o conteúdo. Além disso, o diretor foi processado por exibição de pornografia infantil após uma denúncia de uma organização católica. O filme também foi proíbido no Brasil por um tempo.

Momento mais polêmico: Estupro do recém-nascido.


6 – Irreversível (2002) – Direção: Gaspar Noé

“Irreversível” foi saudado ou com muita ênfase, inclusive pela história não-linear, ou com indignação, caso das pessoas que deixaram o cinema quando o filme foi exibido no Festival de Cannes.

Momento mais polêmico:  O estupro prolongado de Monica Belluci.

 

Anterior1 de 2

102 Comments

Leave a Reply
    • Gênio?? você só pode estar brincando, o filme é horrivel do inicio ao fim, não pelo conteúdo pesado (eu costumo apreciar esses filmes alternativos com temáticas obscuras para refletir sobre certos assuntos), mas além de esse diretor ser um comunista e atacar de forma descabida valores morais e a religião, ele não deve entender nada de história e nem política. O fascismo é uma ideologia ultra conservadora e nacionalista, radicalmente contra o libertarianismo e a perversão sexual, não que eu esteja defendendo o fascismo, mas com certeza se tem uma coisa que os fascistas jamais fariam é o que o diretor mostrou nesse filme. Pasolini não fez um filme, ele fez uma afronta a realidade, modificando os fatos e transmitindo uma mensagem distorcida, em um filme terrivel, digno de ter todas suas cópias queimadas.

  1. já olhei quase todos da lista, alguns realmente mexem com o psicológico de qualquer um, como serbian movie (para mim o mais pesado de todos), recomento canibal holocaust, que apesar de ser bem pesado, tem uma ótima e revoltante história, já o 120 dias de sodoma para mim no máximo pode ser classificado como um porno para sádicos, ele passa uma visão completamente distorcida do fascismo, o termo fascismo libertário chega a ser ridículo, qualquer pessoa que entende de política sabe que o fascismo é uma doutrina ultra conservadora e anti-liberal, não digo que esses filmes devam ser proibidos, mas sim que sua exibição pública dever ser proibida.

2 Pings & Trackbacks

  1. Pingback:

  2. Pingback:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *