, ,

Cute


50 filmes para quem adora História

11 – O Encouraçado Potemkin (1925) – Direção: Sergei M. Eisenstein

Em 1905, na Rússia czarista, aconteceu um levante que pressagiou a Revolução de 1917. Tudo começou no navio de guerra Potemkin, quando os marinheiros estavam cansados de serem maltratados, sendo que até carne estragada lhes era dada, com o médico de bordo insistindo que ela era perfeitamente comestível. Alguns marinheiros se recusam a comer esta carne, então os oficiais do navio ordenam a execução deles.


12 – A Paixão de Joana D’Arc (1928) – Direção: Carl Theodor Dreyer

França, século XV, Joana de Domrémy, filha do povo, resiste bravamente a ocupação de seu país. É presa, humilhada, torturada e interrogada de maneira impiedosa por um tribunal eclesiástico, que a levou, involuntariamente, a blasfemar.
É colocada na fogueira e morre por Deus e pela França.


13 – Persépolis (2007) – Direção: Marjane Satrapi, Vincent Paronnaud

Marjane Satrapi (Gabrielle Lopes) é uma garota iraniana de 8 anos, que sonha em se tornar uma profetisa para poder salvar o mundo. Querida pelos pais e adorada pela avó, Marjane acompanha os acontecimentos que levam à queda do xá em seu país, juntamente com seu regime brutal.


14 –  Adeus, Lenin! (2003) – Direção: Wolfgang Becker

Em 1989, pouco antes da queda do muro de Berlim, a Sra. Kerner (Katrin Sab) passa mal, entra em coma e fica desacordada durante os dias que marcaram o triunfo do regime capitalista. Quando ela desperta, em meados de 1990, sua cidade, Berlim Oriental, está sensivelmente modificada. Seu filho Alexander (Daniel Brühl), temendo que a excitação causada pelas drásticas mudanças possa lhe prejudicar a saúde, decide esconder-lhe os acontecimentos.


15 – O Nome da Rosa (1986) – Direção: Jean-Jacques Annaud

Em 1327 William de Baskerville (Sean Connery), um monge franciscano, e Adso von Melk (Christian Slater), um noviço que o acompanha, chegam a um remoto mosteiro no norte da Itália. William de Baskerville pretende participar de um conclave para decidir se a Igreja deve doar parte de suas riquezas, mas a atenção é desviada por vários assassinatos que acontecem no mosteiro. William de Baskerville começa a investigar o caso, que se mostra bastante intrincando, além dos mais religiosos acreditarem que é obra do Demônio.


16 – Lawrence da Arábia (1962) – Direção: David Lean

Em 1916, em plena I Guerra Mundial, o jovem tenente do exército britânico estacionado no Cairo pede transferência para a península arábica, onde vem a ser oficial de ligação entre os rebeldes árabes e o exercito britânico, aliados contra os turcos, que desejavam anexar ao seu Império Otomano a península arábica. Lawrence, admirador confesso do deserto e do estilo de vida beduíno, oferece-se para ajudar os árabes a se libertarem dos turcos.


17 – Glória Feita de Sangue (1957) – Direção: Stanley Kubrick

Em 1916, durante a Primeira Guerra Mundial, Mireau (George Meeker), um general francês, ordena um ataque suicida e como nem todos os seus soldados puderam se lançar ao ataque ele exige que sua artilharia ataque as próprias trincheiras. Mas não é obedecido neste pedido absurdo, então resolve pedir o julgamento e a execução de todo o regimento por se comportar covardemente no campo de batalha e assim justificar o fracasso de sua estratégia militar.


18 – O Último Rei da Escócia (2006) – Direção: Kevin Macdonald

O filme mostra os acontecimentos reais na Uganda durante os anos 70, quando o ditador Idi Amin (Forest Whitaker, ganhador do Globo de Ouro e ganhado Oscar por este papel) exercia seu poder. A história é narrada por meio do ponto de vista de seu médico pessoal.


19 – Valsa com Bashir (2009) – Direção: Ari Folman

Numa noite num bar, um homem conta ao velho amigo Ari sobre um pesadelo recorrente no qual é perseguido por 26 cães alucinados. Toda noite é o mesmo número de bestas. Ambos concluem que o pesadelo tem a ver com a missão deles no exército israelense contra o Líbano, décadas atrás. Ari, no entanto, fica surpreso ao perceber que não consegue mais se lembrar de nada sobre aquele período da sua vida. Intrigado com o enígma, Ari decide se encontrar e entrevistar velhos camaradas pelo mundo. Ele tem necessidade de descobrir toda a verdade sobre aquele tempo e sobre si mesmo. E quanto mais ele se aprofunda no mistério, mais suas lembranças se tornam aterrorizantes e surreais.

20 – A Queda – As Últimas Horas de Hitler (2004) – Direção: Oliver Hirschbiegel

Traudl Junge (Alexandra Maria Lara) trabalhava como secretária de Adolf Hitler (Bruno Ganz) durante a 2ª Guerra Mundial. Ela narra os últimos dias do líder alemão, que estava confinado em um quarto de segurança máxima.

Comments

Leave a Reply
  1. Lore (2012) é um ótimo filme, mostra a visão de uma adolescente que foi ”deixada” pelos pais, que eram membros do partido nazista…

  2. Bah, nenhum filme sobre a revolução de kronstaint(1921), resistencia ao golpe bolchevista na URSS, nada de revolução espanhola(1936) resistência ao imperialismo das superpotencias e luta contra o fascismo Franquista, nada de México rebelde, palestina, resistência curda na atualidade, hora de rever e atualizar …

  3. Olá, excelente publicação, irei colocar na “fila” vários desses filmes. Tenho apenas um erro minúsculo para apontar, sobre o filme “O Ultimo Rei da Escócia”, o ator Forest Whitaker não foi apenas indicado, ele ganhou o Oscar de melhor ator pelo filme. Nada que altera drasticamente o post, mas vale lembrar, hehe. Abraço.

  4. Gostei da lista, ainda que o autor insista com essa coisa de “golpe derruba regime democrático”.

  5. O Último Imperador, obra fantástica sobre o último imperador da China q termina a vida como um simples jardineiro em meio à ditadura comunista…

    A Casa dos Espíritos, cujo romance se entrelaça com as revoluções sociais e políticas ocorridas no Chile entre os anos 20 e 70.

  6. Concordo com a lista… não assisti a todos, mas gostei de todos aos que assisti… Um filme pouco comentado, mas que é muito bonito e tem este recorte do cotexto histórico da Guerra Civil Espanhola é o “Soldados de Salamina”. Recomendo muito!!!

  7. A lista é muito boa, sugiro o filme Machuca que retrata a vida de duas crianças durante o governo de Allende e a ditadura de Pinochet no Chile. Vale muito a pena

  8. Terra e Liberdade (Land and Freedom), de Ken Loach: Guerra Civil Espanhola.
    Focus (2001), de Neal Slavin: nacionalismo cristão e anti-semitismo nos Estados Unidos (Nova York), durante a Segunda Guerra Mundial.
    Desmundo (2003), de Alain Fresnot: Brasil Colonial, século XVI, orfãs trazidas para casar com colonizadores.
    Germinal (1993), de Claude Berri.
    Uma Onda No Ar (2002), Helvécio Ratton: história da Rádio Favela, em Belo Horizonte.

    Sobre a ditadura civil e militar de 1964, no Brasil:
    Batismo de Sangue (2007), de Helvécio Ratton.
    Cabra Marcado Para Morrer (1984), de Eduardo Coutinho.
    Eles não usam black-tie (1981), adaptação da peça de Gianfrancesco Guarnieri, sob direção de Leon Hirszman.
    Zuzu Angel (2006), de Sérgio Rezende.
    Prá Frente Brasil (1982), de Roberto Farias.
    O Dia Que Durou 21 Anos (2012). Direção de Camilo Tavares.

    (51 filmes para conhecer a fundo a ditadura civil e militar: )

  9. Hotel Ruanda
    Diamante de Sangue
    O poderoso chefão I
    A lista de (nao sei escrever o nome, e olha que sou descendente de alemões)/x/ī/d/l/e/r

  10. Muita boa a lista,pois são de filmes que nos dão um bom apoio didático opcional…,se fosse ler o livro o tempo seria uma imposição!!

  11. Agirre, a cólera dos deuses. Sobre a ambição doentia de europeus na busca do El Dourado.

  12. “Estado de Sítio”, “Sessão Especial de Justiça”, “Pra Frente Brasil”, “Eles não Usam Black Tie”, “Batismo de Sangue”, “Madame Satã”, “Missing”, “Che”

2 Pings & Trackbacks

  1. Pingback:

  2. Pingback:

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Loading…

Loading…

Comments

comments