, ,


10 filmes para quem gosta de cinema francês – Parte 8

10 filmes para quem gosta de cinema francês – Parte 8

Fala Galera! Dessa vez montei uma lista compilando alguns filmes para os fanáticos pelo cinema Francês, a lista será dividida em muitas partes nos próximos dias. Fiz uma seleção entre títulos já conhecidos e alguns cultuados pelo grande público, mas também trouxe alguns outros não tão difundidos aqui no Brasil para que todos conheçam. Claro que como sempre essa lista NÃO É DEFINITIVA e nem esta separada por ordem de preferência. Espero que a lista os ajude nas próximas escolhas relacionadas ao tema. Façam suas listas e deixem nos comentários também, isso ajuda os usuários que já conhecem esses filmes e querem conhecer outros. Bom filme e boas experiências a todos!


71 – A Noite Americana (1973) – Direção: François Truffaut

Um dos filmes que melhor representa as loucuras que se passam em um set de filmagem. Um ator que fica deprimido porque sua noiva sai com um dublê, uma atriz que se entregou às bebidas e não consegue lembrar de suas falas e muitas outras confusões, que o diretor deve fazer de tudo para contornar, até gravarem uma das cenas mais importantes do filme: a que o dia deve ser transformado em noite artificialmente.


72 – A Professora de Piano (2001) – Direção: Michael Haneke

Erika Kohut (Isabelle Huppert) trabalha como professora de piano no Conservatório de Viena. Ela não bebe nem fuma, vivendo na casa de sua mãe (Annie Girardot) aos 40 anos. Quando não está dando aulas Erika costuma frequentar cinemas pornôs e peep-shows, em busca de excitação. Logo ela inicia um relacionamento com Walter Klemmer (Benoît Magimel), um de seus alunos, com quem realiza vários jogos perversos.


73 – Intocáveis (2011) – Direção: Eric Toledano, Olivier Nakache

Philippe, um refinado multimilionário tetraplégico francês, precisa de um auxiliar de enfermagem para o auxiliar nas suas atividades rotineiras.O contratado é Driss, um senegalês que vive nos subúrbios de Paris, que acaba de cumprir uma pena de seis meses de prisão e que não tem qualquer formação para o cargo.


74 – O Ódio (1995) – Direção: Mathieu Kassovitz

O Ódio acompanha um dia na vida de três jovens alienados, propensos a violência , que moram no mesmo conjunto habitacional de Paris.Vinz, que é judeu, é o mais raivoso e menos inteligente dos três.O norte-americano Ssaid é mais calmo, mas também o mais desesperado a respeito do futuro.Hubert é negro, e o mais maduro, que canaliza a sua raiva através do boxe.Os três passaram a noite toda em conflito com a policia, depois que Abdel Ichah, um árabe de 16 anos e amigo deles, fica em coma após ser espancado durante um interrogatório.


75 – O Sopro do Coração (1971) – Direção: Louis Malle

Laurent, de 15 anos de idade, vive em Dijon no seio de uma família burguesa de tradições rígidas. Não se dá muito bem com seu pai, nem com seus irmãos. É apaixonado por sua mãe, Clara, mulher muito livre que está cansada do marido. Laurent está naquela idade quando tudo é revolta. É a transição da infância para a adolescência, são as primeiras experiências sexuais. Depois de uma escarlatina, contrai um problema no coração, e vai se tratar em uma estação climática, acompanhado de sua mãe. Longe de casa, com todo o tempo do mundo só para eles, aprofundam essa relação de paixão que os une. Dirigido pelo grande diretor francês Louis Malle, O Sopro do Coração é um filme amoroso e verdadeiro sobre amor e liberdade.

Comments

Leave a Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Loading…

Loading…

Comments

comments