Veja porque Daniel Day-Lewis é considerado um dos melhores atores de todos os tempos

day-lewis

Daniel Day Lewis fez história em Hollywood, o único ator a ganhar o Oscar de Melhor Ator 3 vezes.

Em 1989, o ator conseguiu o primeiro Oscar por seu tocante retrato de um homem com paralisia cerebral em “Meu Pé Esquerdo”. Esta era a única parte de seu corpo que ele conseguia controlar, e a utilizava habilmente para pintar e escrever. Ficou famosa a decisão de Day-Lewis de não sair da cadeira de rodas mesmo quando não estava sendo filmado, para compreender ao máximo o sofrimento de seu personagem inválido.

Confira os métodos que Day-Lewis usou para suas performances:

1 – Aprendeu a falar tcheco para seu papel em A Insustentável Leveza do Ser.

2 – Imerso no personagem, Daniel Day-Lewis permanecia na cadeira de rodas mesmo durante os intervalos das filmagens. O esforço excessivo o fez quebrar duas costelas em Meu Pé Esquerdo.

3 – Para este filme, ele viveu durante um tempo em um lugar selvagem que poderia ter sido o local onde seu personagem vivia, caçando, pescando e vivendo fora de lugares urbanos alguns meses antes das gravações de Último dos Moicanos.

4 – Andava Nova York usando uma cartola e bengala por dois meses durante a preparação para A Época da Inocência.

5 – Durante a preparação para o personagem, Day-Lewis chegou a perder cerca de 13 quilos e passou várias noites dentro da cela, sofrendo as torturas com água e agressões verbais que são vistas no filme Em Nome do Pai.

6 –  Não tomou banho para obter a sensação de como era viver nos padrões higiênicos do século 17 em As Bruxas de Salem.

7 – Passou treinando 18 meses para ser um boxeador em O Lutador.

8 – Pegou pneumonia porque se recusou a vestir roupas modernas durante as filmagens, usando só as vestes da época em Gangues de Nova York.

9 – Saiu de sua casa dispostos a viver separado de sua esposa  Rebecca Miller(Diretora do filme), a fim de experimentar o isolamento da vida de seu personagem em uma ilha comum, em preparação para O Mundo de Jack e Rose.

10 – Assustou Kel O’Neill em Sangue Negro após O’Neill afirmar que trabalhar dia após dia com Day-Lewis era muito intenso, então Paul Dano o substituiu. As Bolas de Boliches que Daniel joga em Dano eram reais.

8 Comments

Leave a Reply
  1. Eu não consigo entender ele, sério. Não consigo entender como alguém pode atuar tanto assim. Ver um filme dele é maravilhoso, independente se o filme for uma merda, a atuação dele vale a pena. Além de ser um bom ator é uma pessoa maravilhosa. É o meu ator predileto pq é o único que me faz ficar arrepiada em todas as suas atuações. Sério Day-Lewis, eu te amo.

    • Concordo com a Raisa! A história do filme pode ser mediana, mas a atuação dele é que faz o filme ser foda, por exemplo o There Will Be Blood, Gangues de Nova York. Não me canso de assistir às representações dele, e adoro também vê-lo em entrevistar, que ele nao faz muito, pra ver o lado DDL de verdade, que é muito querido e fofo! Também te amo, Daniel Day-Lewis!

    • Concordo contigo. Eu achei o filme “Gangues de Nova York” bem chatinho, mas a atuação dele foi demais!

  2. Poutz… segundo até onde sei, tbm não comprava cirgarros industrializados enquanto filmava O Ultimo dos Moicanos, apenas tabaco feito por ele próprio. Pegou cidadania Irlandesa, ao filmar Em Nome do Pai, e Scorcese e Dicaprio tiveram de procurá-lo na itália enquanto ele vivia como sapateiro. Viver o personagem de verdade não é para qualquer um. DayLewisRules!

  3. Uma questão de estilo. Jack Lemmon não fazia nada disso. Parecia até desinteressado antes das filmagens. Não tinha qualquer “escola ” de interpretação e não vivia nenhum projeto fora do estúdio.Entretanto, também deu grandes interpretações como Some Like is Hot, Irma La Douce, The Odd Couple, Days os Wine and Roses, Mister Roberts, Missing e tantos outros.

  4. A única coisa incrível nisso tudo é que ele está só seguindo o método. Stanislavski é rei e Daniel segue a cartilha direitinho.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *