, ,

Cute LOL Love OMG Win WTF


50 Filmes Para Quem Adora Filosofia

29 –  Cidade dos Sonhos (David Lynch, 2001)

Um acidente automobilístico na estrada Mulholland Drive, em Los Angeles, dá início a uma complexa trama que envolve diversos personagens. Rita (Laura Harring) escapa da colisão, mas perde a memória e sai do local rastejando para se esconder em um edifício residencial que é administrado por Coco (Ann Miller). É nesse mesmo prédio que vai morar Betty (Naomi Watts), uma aspirante a atriz recém-chegada à cidade que conhece Rita e tenta ajudar a nova amiga a descobrir sua identidade. Em outra parte da cidade o cineasta Adam Kesher (Justin Theroux), após ser espancado pelo amante da esposa, é roubado pelos sinistros irmãos Castigliane.


28 – Dogville (Lars Von Trier, 2003)

Anos 30, Dogville, um lugarejo nas Montanhas Rochosas. Grace (Nicole Kidman), uma bela desconhecida, aparece no lugar ao tentar fugir de gângsters. Com o apoio de Tom Edison (Paul Bettany), o auto-designado porta-voz da pequena comunidade, Grace é escondida pela pequena cidade e, em troca, trabalhará para eles. Fica acertado que após duas semanas ocorrerá uma votação para decidir se ela fica. Após este “período de testes” Grace é aprovada por unanimidade, mas quando a procura por ela se intensifica os moradores exigem algo mais em troca do risco de escondê-la. É quando ela descobre de modo duro que nesta cidade a bondade é algo bem relativo, pois Dogville começa a mostrar seus dentes. No entanto Grace carrega um segredo, que pode ser muito perigoso para a cidade.


27 – Amnésia (Christopher Nolan, 2000)

Após um assalto que resultou na morte de sua esposa e que o deixou em estado gravíssimo, Leonard Shelby (Guy Pearce) passa a sofrer de amnésia recente. Ele não consegue se lembrar de fatos que aconteceram há 15 minutos. Mesmo assim ele decide ir atrás do assassino de sua mulher e se vingar.


26 – O Viajante (Volker Schlöndorff, 1991)

Walter Faber é um engenheiro renomado, dedicado exclusivamente ao trabalho, que num cruzeiro de Nova Iorque para Paris, conhece Sabeth, uma atraente jovem por quem acaba se apaixonando. Mas este envolvimento cercado de coincidências, provoca uma estrondosa revelação do passado de ambos. Baseado no bestseller ‘Homo Faber’ de Max Frish.


27 – W.R. – Mistérios do Organismo (Dusan Makavejev, 1971)

“O diretor gênio-louco-polêmico iugoslavo Dusan Makajevev parte de um documentário até certo ponto tradicional sobre a vida e obra do também polêmico psiquiatra Wilhelm Reich (morto maldito em 1957) para desaguar nas loucuras sexualmente ativas do fim dos anos 60 nos Estados Unidos. É um caleidoscópio psicodélico-documental sobre vários ícones da contracultura sexual norte-americana.


26 – Os Trapaceiros (Marcel Carné, 1958)

As experiências de um grupo de jovens, em Saint-Gremain-des-Prés, que se deslocam entre a apatia, sonhos irrealizaveis e desprezo pelo que acontece ao seu redor. Entre eles estão Bob e Mic, que se conhecem em uma festa e logo são atraídos um pelo outro: enquanto Bob parece mais responsável, o único desejo de Mic é possuir um carro de luxo.


25 – Intimidade (Patrice Chéreau, 2001)

Jay (Mark Rylance) e Claire (Kerry Fox) formam um casal que vive uma relação passional, onde se encontram todas as tardes de quarta-feira por um único motivo: sexo. O casal segue um ritual: tiram as roupas, fazem amor, se vestem e partem sem dizer uma só palavra. Sempre se sentem um pouco embaraçados, mas nada têm a dizer um ao outro e também nada sabem sobre suas vidas. Um dia, Jay decide conhecer melhor sua parceira. Ele a segue e descobre que ela é uma atriz, casada e com um filho. Seu marido é um simpático taxista, com quem Jay faz amizade. Ao saber do fato, Claire desaparece. Mas Jay não se conforma e parte em seu encalço.


24 –  Maridos e Esposas (Woody Allen, 1992)

O casal Gaby Roth (Woody Allen) e Judy Roth (Mia Farrow) recebem chocados a notícia de que Jack (Sydney Pollack) e Sally (Judy Davis), um casal muito amigo deles, está se separando, muito provavelmente pelo fato de Gabe e Judy também estarem se distanciando e agora tomarem consciência disto. Assim, enquanto Jack e Sally tentam conhecer novas pessoas, o casamento de Gabe e Judy se mostra desgastado e eles começam a se sentir atraídos por outras pessoas.


23 –  Acossado (Jean-Luc Godard, 1960)

Após roubar um carro em Marselha, Michel Poiccard (Jean-Paul Belmondo) ruma para Paris. No caminho mata um policial, que tentou prendê-lo por excesso de velocidade, e em Paris persuade a relutante Patricia Franchisi (Jean Seberg), uma estudante americana com quem se envolveu, para escondê-lo até receber o dinheiro que lhe devem. Michel promete a Patricia que irão juntos para a Itália, no entanto o crime de Michel está nos jornais e agora não há opção. Ele fica escondido no apartamento de Patricia, onde conversam, namoram, ele fala sobre a morte e ela diz que quer ficar grávida dele. Ele perde a consciência da situação na qual se encontra e anda pela cidade cometendo pequenos delitos, mas quando é visto por um informante começa o final da sua trágica perseguição.


22 – Mentiras de Guerra (Emir Kusturica, 1995)

Palma de Ouro no Festival de Cannes, o filme do cineasta iugoslavo Emir Kusturica mostra, com humor negro e em tom de fábula, a situação conflituosa de seus país. O filme conta a história de Marko, proprietário de uma fabrica clandestina de armas (o Underground do título) que usa policiais refugiados como mão de obra. Tudo começa na Segunda Guerra e, por amor de uma mulher, Marco mantém seus colegas refugiados por lá durante 20 anos


21 – $9.99 (Tatia Rosenthal, 2008)

Animação sobre grupo de pessoas que vive em um apartamento em Sidney e busca um sentido para suas vidas.


20 – Sócrates (Roberto Rossellini, 1971)

Com direção do mestre italiano Roberto Rossellini (Roma, Cidade Aberta), esta superprodução européia é a cinebiografia de Sócrates (470 – 333 a.C.), um dos maiores filósofos da Humanidade.

Comments

Leave a Reply
  1. Bela lista! Essa sessão é a que mais curto no Cinetoscópio!
    Muito curioso sobre o filme com Zizek!!

  2. A lista é muito boa, exceto pelo filme “Quem Somos Nós?” Não é que o filme seja ruim ou não, é que é uma tentativa de documentário totalmente desonesta com direito a cortes e distorções de frases de cientistas pra corroborar a “mensagem” do filme. Enfim, não assista como documentário de ciência.

  3. Achei que faltaram alguns filmes bem significativos na lista, tais como Morte em Veneza de Luchino Visconti, O Anjo Exterminador e O discreto charme da Burguesia de Bunnuel. Também tiraria alguns, mas concordo com grande parte dos citados

  4. Ilha do medo, Quando do Nietzche chorou, Réquiem for a dream, crush no limite, todos estes faltaram, porém deixar de tora Clube da luta é um pecado mortal!

  5. Tem pouco buñuel, antonioni, lynch e lars von trier, faltou alain resnais, faltou alejandro jodorowsky. Mas tem muita coisa boa

3 Pings & Trackbacks

  1. Pingback:

  2. Pingback:

  3. Pingback:

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Loading…

Loading…

Comments

comments