, ,


30 grandes filmes sobre solidão e isolamento

30 grandes filmes sobre solidão e isolamento

Solidão é um sentimento no qual uma pessoa sente uma profunda sensação de vazio e isolamento. A solidão é mais do que o sentimento de querer uma companhia ou querer realizar alguma atividade com outra pessoa não por que simplesmente se isola mas por que os seus sentimentos precisam de algo novo que as transforme.


1 – Taxi Driver (Martin Scorsese, 1976)

Travis Bickle (Robert DeNiro) é um jovem veterano do Vietnã, que volta para as ruas de Nova York trabalhando como motorista de táxi. Conhecendo melhor todos os podres das vielas da cidade, seu caminho se cruza com o das jovens Betsy (Cybill Sheperd) e Iris (Jodie Foster), uma prostituta de apenas 12 anos, o que o faz se revoltar com tudo e com todos, explodindo sua raiva e violência que sempre demonstrou ter.

maxresdefault


2 – A Conversação (Francis Ford Coppola, 1974)

Harry Caul (Gene Hackman), expert em vigilância e conhecido nacionalmente por seu grande profissionalismo, é contratado pelo diretor de uma grande empresa para vigiar e gravar a conversa de um casal de amantes. Mas no passado um trabalho dele provocou a morte de três pessoas e agora ele teme que algo parecido aconteça.

the-conversation-original


3 – Repulsa ao Sexo (Roman Polanski, 1965)

Em Londres Carol Ledoux (Catherine Deneuve) é uma bela mulher que é sexualmente reprimida e vive com sua irmã mais velha. Ela constantemente resiste aos assédios do seu namorado e também desaprova o amante da irmã. Quando esta viaja com ele em férias, Carol fica sozinha no apartamento e se afunda em uma profunda depressão, passando a ter várias alucinações.

repulsion1900x506


4 – Janela Indiscreta (Alfred Hitchcock, 1954)

Em Greenwich Village, Nova York, L.B. Jeffries (James Stewart), um fotógrafo profissional, está confinado em seu apartamento por ter quebrado a perna enquanto trabalhava. Como não tem muitas opções de lazer, vasculha a vida dos seus vizinhos com um binóculo, quando vê alguns acontecimentos que o fazem suspeitar que um assassinato foi cometido.


5 – Satantango (Béla Tarr, 1994)

O enredo trata do colapso de uma fazenda coletiva na Hungria perto do fim do comunismo. Várias pessoas na fazenda estão ansiosas para sair com o dinheiro que vão receber para o encerramento da comunidade, mas não ouviram falar que o bom e carismático Irimias, que tinha desaparecido há mais de dois anos e quem eles pensavam estar morto, está retornando.

satantango-esti-window1


6 – Jeanne Dielman (Chantal Akerman, 1976)

Considerado como a obra-prima de Akerman, traz a atriz Delphine Seyrig no papel de Jeanne Dielman, uma jovem viúva que vive com seu filho Sylvain seguindo uma ordem imutável: à tarde, enquanto seu filho está na escola, ela cuida do apartamento e recebe os clientes.


7 – Diário de um Pároco de Aldeia (Robert Bresson, 1950)

Nomeado para a paróquia de Ambricourt, uma pequena aldeia da França, um jovem padre não é bem recebido pelos moradores. Com a saúde debilitada, por problemas no estômago, ele tenta lidar com a situação, contando com o auxílio de um padre do vilarejo vizinho.

diaryofacountrypriest


8 – Profissão: Repórter (Michelangelo Antonioni, 1975)

David Locke, um jornalista televisivo, está no deserto africano preparando um documentário sobre as guerrilhas da região. Depois de ser abandonado pelo seu guia e ter seu veículo Land Rover Defender atolado na areia, ele entra em crise, se vendo cansado do trabalho, do casamento e da vida. Ele consegue voltar ao hotel e procura pelo inglês estranho Robertson, um hóspede que lhe contara um pouco da vida dele, fascinando David ao se mostrar como um viajante despreocupado.


9 – Wendy e Lucy (Kelly Reichardt, 2008)

Wendy e sua cadela Lucy estão viajando para o Alasca, em busca de novas oportunidades financeiras, quando seu carro quebra no meio do caminho.

Comments

Leave a Reply
  1. Se for possível fazer a correção: no caso do filme 4, Janela Indiscreta, James Stewart espiona os vizinhos através da teleobjetiva de sua máquina fotográfica (ele é fotógrafo, né? :P), não por um binóculo.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Loading…

Loading…

Comments

comments