, ,


Pelo em Ovo – Donnie no País das Maravilhas

Pelo em Ovo – Donnie no País das Maravilhas

Bem, esses dias reassisti Donnie Darko (Richard Kelly – 2001) e tive outro maluco entendimento, logo resolvi fazer um Pelo em Ovo 2 com o filme!

Até porque esse filme é um labirinto lotado de bifurcações e a cada dia que você assiste, mais uma saída aparece. É como se fosse um “O Pequeno Príncipe” das telonas.

Caso você não tenha lido o 1º Pelo em Ovo que fiz do filme, aqui está: Pelo em Ovo – Donnie Darko.

Para quem ainda não leu nenhuma análise da seção Pelo em Ovo, saiba que ela visa explicar os filmes de uma maneira ilógica e improvável!

Enfim, vamos à análise.

(SPOILER ALERT)


Donnie no País das Maravilhas

Resolvi dar um título diferente ao texto e o motivo é que o filme é uma total alusão à Alice no País das Maravilhas de Lewis Carroll!
Porém, no sentido inverso.

Como?

Isso mesmo que você leu. O filme é uma baita alusão à Alice ao contrário.
Donnie Darko é claramente a Alice no filme de Richard Kelly.

Por que digo isso? Vamos lá.

Donnie acorda com Frank (um coelho negro) lhe avisando sobre o fim do mundo e passa a segui-lo.
Alice entra no país das maravilhas após seguir um coelho branco.
O que significa o coelho negro? O fim, a desilusão, a desesperança, o sofrimento.
O que significa o coelho branco? A esperança, o sonho, a motivação para desbravar novos caminhos.
Após verem os coelhos, os dois entram completamente em um mundo paralelo (coisas estranhas acontecem com Donnie e Alice passa a viver no país das maravilhas).

Podemos notar as semelhanças inversas entre os coelhos. O coelho branco tem medo de tudo e de todos enquanto o coelho negro não teme nada e faz Donnie questionar regras e convenções.
Após o primeiro contato com os “guias” abridores de universos paralelos, Donnie e Alice caem em um mundo excêntrico onde coisas bizarras acontecem frequentemente (cogumelos que te crescem, caminhos que saem da barriga, chás que te diminuem, fins do mundo, …).

É possível notar as semelhanças inversas dos personagens também:

  • A lagarta azul, a qual tem a função de mostrar à Alice sua identidade e desenvolvimento pessoal é claramente a psicóloga de Donnie, que tenta fazer com que ele se encontre, porém sem sucesso e ficando extremamente em choque ao tentar a hipnose.
  • Difícil não fazer um paralelo entre o Chapeleiro Maluco e a Vovó Morte. Os dois são tachados de “malucos”, mas são os que possuem uma visão distinta de tudo.
    Porém ao invés de fazer charadas como o Chapeleiro, a Vovó mal aparece no filme e tem um papel importante ao declarar a frase “não-charada”: cada pessoa nasce e morre sozinha.
  • Pela postura rígida, podemos associar a Rainha de Copas ao “Dr. Medo ou Amor”. Os dois tinham um comportamento de imposição frente à sociedade. E outra vez notamos a semelhança inversa aqui: a rainha mandava decapitar os outros, enquanto o Dr. mandava amar e extinguir o medo (por mais que fosse um salafrário por trás).
  • O Gato de Cheshire pode muito bem ser (forçadamente…) a garota . O gato serve para orientar Alice na trama, que é o que a garota faz com Donnie. Ao contrário do gato sorridente que desaparece, a garota aparece com um semblante mais preocupado, mas que melhora com o tempo.

Durante ambas as histórias, Donnie e Alice vivem nesse mundo fantasioso com gatos tristes, doutores que decapitam e vovós charadas, para chegar no final e ver que tudo não passou de um sonho!

ISSO MESMO!

Donnie e Alice estavam sonhando.
Assim como Alice, Donnie foi acordado na grama. E, então, percebeu que era um sonho ao sentar-se e ver que o mundo acabaria.
Donnie estava em seu quarto dormindo (e sonhando) quando a peça de avião caiu.
Alice comenta tudo o que viveu (sonhou) à sua irmã que passa a devanear sobre sua história contada.
Ou seja, tudo não passou de fantasia de Donnie e Alice!

E se Lewis Carroll criou seu coelho branco para simbolizar um mundo de esperança e mágica, Richard Kelly deu luz a seu coelho negro completo de desesperança, transformando o sonho em algo distante, nebuloso e frio.

Então cuidado ao velar seus coelhos brancos como Nenê Altro (músico) fez em algumas de suas obras.
Você pode trazer à tona seu coelho negro e dar à luz ao seu pior pesadelo!

Written by Felipe Yuzo

Aquela dose de alma na penumbra diária.

Comments

Leave a Reply
  1. Valeu, Daniel!

    Nenê Altro é um grande compositor/escritor, merecia ser citado em algum de meus textos!

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Loading…

Loading…

Comments

comments