, ,


15 filmes que filosofam sobre o fim da humanidade

15 filmes que filosofam sobre o fim da humanidade

“O Fim da Humanidade” … um tema imediatamente assustador e tem sido explorado em pressupostos sócio-psicológicos e filosóficos da ordem muito mais elevada do que simplesmente a emoção de um desastre.

O confronto psicológico e social da realidade, o conflito de escolhas que assombram as últimas horas, profecias políticos … há uma infinidade de assuntos graves que podem ser imaginadas com apocalipse em segundo plano, quase como uma metáfora. Cada um mais imaginativa do que o outro.

De TasteofCinema


1. Melancolia (Lars Von Trier, 2011)

O tempo só serviu para afastar as irmãs Justine (Kirsten Dunst) e Claire (Charlotte Gainsbourg). Nem o casamento entre Justine e Michael (Alexander Skarsgård) serve como desculpa para aproximá-las e, depois da cerimônia, Justine começa a ficar triste e melancólica. Quando o anúncio sobre a colisão da Terra com outro planeta chega ao conhecimento, as reações são bem diferentes. Justine está conformada, enquanto o desespero do iminente fim apavora Claire.


2. A Plataforma (Chris Marker, 1962)

O curta-metragem narra a aventura de um sobrevivente da Terceira Guerra Mundial que vive como prisioneiro nos subterrâneos de uma Paris destruída, guardando lembranças de uma infância feliz na superfície, em tempos anteriores à guerra, até que cientistas o escolhem para realizar uma experiência de viagem no tempo.


3. Dr. Fantástico (Stanley Kubrick, 1964)

As possíveis conseqüências caso um anticomunista e louco general americano (Sterling Heyden) desse a ordem de bombardear a União Soviética com o objetivo de ficar livre dos “vermelhos”, sem se dar conta de que este ato seria provavelmente o início da Terceira Guerra Mundial.


4. Delicatessen (Jean-Pierre Jeunet e Marc Caro, 1991)

Em um futuro apocalíptico, homem chega a um estranho prédio, localizado em cima de um açougue, para procurar abrigo e emprego. Após instalar-se no local, se apaixona pela filha do dono do estabelecimento, mas sua presença começa a incomodar a família da moça – que, na verdade, possui outros e estranhos planos para ele. Primeiro sucesso de Jean-Pierre Jeunet, que anos mais tarde conquistaria o mundo com O Fabuloso Destino de Amélie Poulain.

Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Loading…

Loading…

Comments

comments