5 filmes que viraram uma série de TV

5 filmes que viraram uma série de TV

Não é de hoje que a sétima arte assiste passivamente a uma nova subserviência a televisão e claro ao entregar de pontos para os canais de streaming proporcionados pela maravilhosa internet! As séries de TV tem sido um novo meio de consumo para o entretenimento, deixando assim o cinema refém das bilheterias e do marketing massivo, como em um efeito “Star Wars” de tudo. Acontece que o público comum desta “nova” modalidade de vicio moderno é mesmo qualquer tipo de público, sim todo tipo de pessoa tem direito a um tipo de séria produzida e diretamente voltada para suas necessidades como ser social, a exemplo as de classes de trabalho, pois existem seriados para bombeiros, policiais, médicos, advogados e até mesmo programadores, tem por gênero também todos estes citados antes só que em abordagens distintas como: dramas, comédias, terror e as vezes todos em um só contexto…

Acontece que um público formado por pessoas como você, sim você mesmo! Os cinéfilos, ainda possuem um certo olhar crítico e invulnerável para os feitiços de autoclausura acometidos por este tipo de plataforma. Pensando nisto os nada ingênuos produtores de séries decidiram atacar o “calcanhar de Aquiles” de quem ama tudo das telonas. Inúmeros títulos estão sendo lançados buscando pegar uma longa carona nos sucessos de bilheterias de outrora, entre tantas especulações como uma versão para “Máquina Mortífera” e até mesmo uma série só do “Rambo”, separamos cinco títulos recentemente lançados e prévias de novidades da tabelinha Filmes/Séries que estrearam em 2016!


 

5. Minority Report

A versão em série do filme dirigido por Steven Spielberg e estrelado por Tom Cruise lá em 2002 e de mesmo título, Minority Report, foca na divisão Pré-Crime, uma unidade da polícia que utiliza os poderes de três metafísicos, os chamados “precogs”, para identificar e prender assassinos antes que eles cometam os crimes. Porém, o sistema é colocado em questionamento quando o chefe da unidade é forçado a se colocar em fuga, acusado ele mesmo de um possível assassinato que cometerá no futuro. O produtor da série Max Borenstein não é nenhum Spielberg, assim como a dupla de atores, Starks Sands e Meagan Good, que protagonizam juntos a trama não chegam a ter o mesmo peso de Tom Cruise, mas isso não pode ser a única razão para o fracasso da série. Talvez os produtores teriam imaginado uma sequência um pouco menos obvia do filme, só esqueceram de explicar isso aos roteiristas, que repetem a base do filme a cada episódio, fora o fato de que toda as questões filosóficas abordadas pelo conceito de Phillip K. Dick, renomado romancista americano e o autor da série de contos que deu origem ao filme em questão, e outras histórias como “O Exterminador do Futuro” e “Blade Runner”, foram completamente abandonadas, deixando-a com um aspecto de série policial repetitiva e sem propositos.

A estreia da versão de Minority Report para a TV no Brasil foi em setembro do ano passado, inicialmente a Fox havia anunciado que seriam 13 episódios em uma primeira etapa, mas com os números vergonhosos nos EUA, estes se resumiram a apenas dez entediantes capítulos, que há princípio não pretendem ser estendidos a uma nova temporada. A parte boa é que se você quiser conferir o resultado da adaptação, a até então única temporada da série, dura aproximadamente 7 horas para ser totalmente assistida!


4. Limitless (Sem limites)

A série é inspirada no roteiro do filme homônimo protagonizado pelo galã Bradley Cooper e pelo mito Robert De Niro em 2011. Na adaptação você acompanha a história de um escritor em plena crise criativa, vivido pelo ator Jake McDorman, que encontra em um remédio a grande solução para seus problemas. O medicamento o oferece uso de 100% da capacidade cerebral, o tornando capaz de se lembrar rapidamente de diversas situações já vividas, além da capacidade de conseguir decifrar alguns problemas, tornando-o uma peça interessante para algumas pessoas, principalmente para o FBI, muito original né!?.

Limitless estreou em setembro do ano passado no canal norte americano CBS, e conta até agora com 22 dois episódios em uma única temporada. Novos capítulos da série estão para serem exibidos ainda nesse início de 2016. Limitless não possui uma audiência expressiva, mas sim uma crítica muito boa, o que faz com que todo fã de séries de gênero policial tenha que ver ao menos o piloto.


3. Scream (Pânico)

As sequencia cinematográfica de total suspense que deixavam qualquer adolescente de cabelo em pé ganhou uma versão em série para televisão que parece confirmar as expectativas. Quem nunca suou frio ao assistir sozinho a um dos filmes dessa clássica franquia que é Pânico? Com quatro filmes emplacando bilheterias o sucesso aterrorizante das telonas chegou ao Netflix Brasil no ano passado. Como é uma série originalmente feita pela MTV norte americana, os roteiros e a produção não estão nas mãos do precursor cinematográfico da história, Wes Craven, apesar deste ajudar com parte da produção adaptada, e sim com a dupla Dan Dworkin e Jay Beattie responsáveis pelas produções de séries como “Criminal Minds” e o também suspense adolescente “Revenge”, ambos transmitidos no Brasil pela Rede Globo. As novidades não param por aqui, o elenco é todo composto por jovens atores e a trilha sonora de “Scream” não deixa dúvidas que o público alvo, como nos filmes, continua sendo os mais jovens. Outra novidade é que a mascará usada pelo assassino, praticamente um ícone pop dos anos 90, foi repaginada ganhando um aspecto ainda mais sombrio para a personagem.  A série continua o trabalho exatamente onde o último filme parou, claro que com basicamente o mesmo enredo adolescente de sempre. Depois de um incidente de cyber-bullying resultar em um assassinato brutal, a violência reacende a memória da população quanto ao ocorrido no passado de Lakewood, parece que talvez esse revirar de ossos tenha inspirado um novo serial killer. Dois velhos amigos tentando se reconectarem juntam toda a turma, ao desenrolar dos episódios se tornam amantes, inimigos, suspeitos, alvos e ou vítimas de um assassino que está à procura de sangue. A série estreou no ano passado em 30 de junho através da MTV americana, dona do projeto, e conta até agora com uma temporada com dez episódios em uma duração média de 7 horas ao todo. Uma segunda temporada já é esperada com data para estreia em 20 de abril de 2016 na Music Television de lá!


2. Rush Hour (A Hora do Rush)

A série é baseada obviamente na franquia de filmes “A Hora do Rush’’, thrillers de ação e comédia com Jack Chan e Chris Tucker como protagonistas. Assim como o filme, a série conta com as aventuras de dois policiais, um oriental com princípios e conduta e um americano folgado e atrapalhado resolvendo juntos os casos mais estranhos de maneiras nada ortodoxas.

O motivo principal desta adaptação deve mesmo ter sido o entusiasmo do diretor dos três longas Brett Ratner, que participara da produção da série para TV também. Tanta “coragem” para ousar se justifica nos cerca de U$ 850 milhões de bilheteria faturados com a franquia entre 1998 e 2007. Está inclusive nos planos de Brett mais um filme com a dupla original, porem com esse projeto da série em vista é difícil arriscar uma confirmação e claro uma data agora. Segundo outro produtor de ambos os formatos de “A Hora do Rush”, Arthur Sarkissian, um roteirista já foi escalado para iniciar o longa!

A expectativa dos fãs para a nova série não é das mais otimistas, muitos acreditam que será impossível dois novatos conseguirem dar a trama, o mesmo entrosamento que a dupla famosa mostrou nas telas ao longo dos anos. A nova produção, que irá ao ar pela rede americana CBS, não contará com os mitos Jackie Chan e Chris Tucker, obviamente por questão de agendas e de orçamento. Portanto para viver o Inspetor Lee, papel de Chan, foi escolhido o ator britânico Jon Foo, filho de pai chinês e lutador de kung-fu, um de seus papeis mais conhecidos foi no filme de ação futurista “Tekken” de 2010. Já para substituir Tucker na pele do detetive James Carter, o diretor apostou alto convidando o ator e comediante norte-americano Justin Hires, que não parece ter o mesmo “gingado” de Chris Tucker. Uma curiosidade, com as fotos prévias já lançadas da série é possível perceber uma diferença entre as características dos interpretes originais para os novos atores, era notável a diferença entre a altura de Tucker ao lado de Chan, na série é justamente o oposto que acontece, será que a diferença para o filme vai ficar somente nesse detalhe? A estreia já está garantida para 31 março deste ano, uma quinta-feira as 22h na CBS americana.


1. Damien (A Profecia)

Inspirado no filme A Profecia de 76, a série contará a vida de Damien Thorn, que cresceu sabendo uma verdade nada conveniente, que ele é o próprio Anti-Cristo. Na trama Damien, interpretado pelo ator britânico Bradley James II, busca levar uma vida normal, no entanto se vê perseguido pelo seu passado assombroso e tendo de enfrentar uma série de acontecimentos malignos para descobrir a verdade por trás de tudo. A série parece ser um deleite para quem curte os gêneros de suspense e terror, e claro uma verdadeira prova de fogo para os fãs do roteiro original de A Profecia, uma vez que o filme também deu origem a duas sequências, e um filme para a TV, sem muito sucesso.

A primeira tentativa de transformá-lo em uma série foi em 95, mas o projeto não se encaminhou… Com o comando da série nas mão de Glen Mazzara, um dos produtores do sucesso “The Walking Dead” e um elenco um tanto que desconhecido, a série de terror tem previsão de estreia para o dia 7 de março desse ano, no canal americano A&E, logo após a estreia da quarta temporada de Bates Motel, a ideia é pegar carona na audiência desta outra série do mesmo gênero. As gravações de Damien ainda estão em andamento e a média de tempo de duração de cada episódio será de 40 minutos. Alguns teasers do piloto da série já está na rede.

One Comment

Leave a Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *