, , , ,


10 Filmes sobre o Nazismo e o Holocausto

Provavelmente o Nazismo, movimento fascista alemão liderado por Adolf Hitler, seja um dos temas mais exaustivamente trabalhados pelo cinema. Por se tratar de um crime sem precedentes na história da humanidade, o Nazismo e, mais especificamente o Holocausto, que condenou mais de seis milhões de judeus ao extermínio, é um assunto que ainda hoje intriga a humanidade e nos faz questionar o comportamento humano.

O tema já foi acusado por especialistas de ter se tornado uma verdadeira indústria cultural, já que o cinema comercial praticamente tem transformado a “solução final” em um gênero próprio, uma receita infalível para arrancar lágrimas de seu público e sensibilizar a Academia de Hollywood. Mas é preciso reconhecer o importante papel do cinema em dar visibilidade a este episódio de horror da nossa história.

Impossível uma lista com 10 filmes abranger todos os títulos de destaque sobre o assunto. Listamos aqui alguns filmes de sucesso para assistir e se emocionar.

 

1. O GRANDE DITADOR


Escrito e dirigido por Charles Chaplin e lançado em 1940, o filme satiriza o ditador alemão Adolf Hitler e ataca a tirania e todas as formas de opressão. Curiosamente, esta obra-prima do gênio do cinema mudo é historicamente anterior à efetiva “solução final” e seus primeiros indícios, colocando-se, por isso, radicalmente distanciada do modelo comercial de cinema que surgiria depois da revelação mundial do Holocausto.



2. A LISTA DE SCHINDLER


Filme de 1993, que marcou o amadurecimento de Steven Spilberg como diretor e foi uma verdadeira quebra paradigmas, já que diferentemente do que ocorre em outros títulos sobre o tema, neste filme o herói não é um judeu, mas sim o empresário alemão Oskar Schindler, que salvou a vida de mais de mil judeus durante o Holocausto ao empregá-los em sua fábrica.



3. A VIDA É BELA


Dirigido e protagonizado por Roberto Benigni, o italiano A Vida é Bela inaugura, uma possibilidade inédita de abordagem do Holocausto, no qual o humor substitui a tradição dramática que permeia os filmes sobre o tema. Guido é um judeu mandado para um campo de concentração juntamente de seu filho, o pequeno Giosuè. Homem espirituoso e pai amoroso, consegue poupá-lo dos horrores da guerra, fazendo com que o menino acredite que ambos estão participando de um jogo.



4. OS FALSÁRIOS


Vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro de 2008, Os Falsários é um filme do diretor Austríaco Stefan Ruzowitzky. Conta a história real de Salomon “Sally” Sorowitsch, um falsificador judeu preso pelos nazistas em 1936 e escalado para liderar uma operação de falsificação de dinheiro estrangeiro em larga escala. Tratava-se da Operação Bernhard, que contou com a participação de prisioneiros de diversos campos de concentração.



5. BASTARDOS INGLÓRIOS


Dirigido por Quentin Tarantino e estrelado por Brad Pitt, Mélanie Laurent, Diane Krugere e Christoph Waltz, que ganhou o Oscar de melhor ator coadjuvante, o filme conta a história de dois planos para assassinar os líderes políticos da Alemanha nazista: um, liderado por uma jovem francesa judia proprietária de um cinema; e o outro, por um grupo de soldados liderados pelo tenente Aldo Raine (Pitt). Marcado pela ação e humor, a ficção, fruto da imaginação fértil de Tarantino, lhe rendeu um de seus maiores sucessos de bilheteria.



6. LILI MARLEEN


Longa alemão de 1981, dirigido e co-roteirizado por Rainer Werner Fassbinder e estrelado por Hanna Schygulla, Giancarlo Giannini e Mel Ferrer. É baseado na canção Lili Marleen, cantada por Lale Andersen, e no romance dela com Rolf Liebermann. No filme, ambos têm seus nomes verdadeiros preservados. No período que antecede a eclosão da Segunda Guerra Mundial, Willie, cantora de cabaret alemã, e o pianista judeu Robert se apaixonam em Zurique, na Suíça.


7. ADEUS MENINOS


Outro clássico do cinema europeu, Adeus Meninos foi escrito e produzido por Louis Malle com base em eventos de sua própria infância. A trama se passa durante o inverno de 1943-44. Julien Quentin, filho de uma família abastada do norte da França, é enviado juntamente com seu irmão mais velho para o colégio interno Sainte-Croix, onde as aulas são ministradas por padres cristãos. Lá, intriga-se com Jean Bonnet, um aluno introvertido que não se enturma com as outras crianças. Uma noite, Julien descobre que Bonnet reza em língua hebraica.


8. O PIANISTA


Dirigido por Roman Polanski e estrelado por Adrien Brody, este longa de 2001 conta a história real do pianista polonês Wladyslaw Szpilman (Adrien Brody), que interpretava peças clássicas em uma rádio de Varsóvia quando as primeiras bombas começaram a cair sobre a cidade, em 1939. Com a invasão alemã e o início da Segunda Guerra Mundial, o judeu precisa encontrar uma forma para sobreviver até que a guerra acabe.


9. A ESCOLHA DE SOFIA

Baseado no romance de William Styron, este filme de 1982 conta a história de Sofia (Merryl Streep), polaca presa num campo de concentração durante a Segunda Guerra. O longa, que rendeu um dos Oscars de melhor atriz a Streep, trata do dilema da protagonista, que, depois de sobreviver à Guerra, vai viver no Brooklyn, nos Estados Unidos, e conta sua história a Stingo (Peter MacNicol), um jovem aspirante a escritor.



10. O MÉDICO ALEMÃO

Neste drama histórico passado em 1960, um médico alemão torna-se hóspede de uma família argentina enquanto atravessa a região desértica da Patagônia. Com o tempo, passa a demonstrar cada vez mais interesse na gravidez de Eva, que espera gêmeos, e se mostra também muito preocupado com sua filha adolescente, Lilith, garotinha com um pequeno problema de crescimento. Mas todos ignoram que este homem é Josef Mengele, cientista nazista que realizou experimentos com humanos no campo de concentração de Auschwitz.

Written by Mariana Grano

Formada em Comunicação Social com ênfase em Publicidade e Propaganda, trabalhou 5 anos como redatora publicitária e depois mudou de área. Hoje, formada em Direito, trabalha na área jurídica e nas horas vagas faz muitas coisas que gosta, entre elas, ver filmes e séries.