, ,

10 filmes incríveis que talvez você não tenha visto

Fiz uma seleção de filmes que raramente vejo discussões, que sirva também como uma lista de sugestões para explorar um pouquinho mais o universo cinematográfico. Postarei também os links para download.

1 – Vá e Veja (1985) – Direção: Elem Klimov

Um dos mais duros e chocantes retratos do dia a dia da Guerra, pelos olhos de um menino envolvido na batalha entre a resistência e os nazistas pelo domínio da Bielorrúsia. Usado como metáfora para a perda da inocência, o personagem infantil serve ainda para ressaltar os efeitos da Guerra que ultrapassam os bombardeios e destruição física. (Download)


2 – A Garota da Fábrica de Caixa de Fósforos (1990) – Direção: Aki Kaurismäki

Uma jovem supervisora de embalagens de fósforo tem sua monótona vida modificada por um homem bem vestido que a convida para dançar e ir ao seu apartamento. Grávida e feliz, ela aprende sobre a realidade da vida quando o amado envia um cheque para o aborto. Um dos filmes mais belos da história do cinema, onde mostra todo o poder do silêncio e dos símbolos, realizado pelo mestre filandês Aki Kaurismaki. (Download)


3 – A Palavra (1955) – Direção: Carl Theodor Dreyer

Os Borgen são uma família de fazendeiros abalada por alguns conflitos internos, como o comportamento de Johannes (Preben Lerdorff Rye), um irmão adulto que se dedica demais ao estudo religioso. Porém nem todos o acham louco, e um sobrinho abalado com a morte da mãe, incube à Johannes a aparentemente impossível tarefa de trazer a mãe de volta. (Download)


4 – Trem da Vida (1998) – Direção: Radu Mihaileanu

Europa Oriental, 1941. Em uma remota aldeia com uma população basicamente de judeus Shlomo (Lionel Abelanski), o louco do lugarejo, anuncia que os nazistas estão chegando e que a aldeia deles será a próxima que deverá ser atacada por eles. O conselho de sábios da aldeia delibera o que deve ser feito, mas é Shlomo quem tem uma idéia inspirada ao elaborar um plano de fuga, no qual eles simularão uma falsa deportação com parte dos judeus se fazendo passar por nazistas. Logo o trem está pronto e a aldeia é deixada para trás, mas quando começa a viagem algo inesperado acontece: as encenações se tornam mais realistas, pois os “nazistas” se tornam mais autoritários. (Download)

Anterior1 de 2

Written by Guilherme Antunes

Acadêmico de História e um apaixonado pelas coisas da vida.

50 Comments