10 Filmes sobre Transtornos Psicológicos

, ,

10 Filmes sobre Transtornos Psicológicos

5 – Betty Blue (Jean Jacques Beineix – 1985) – Transtorno Explosivo Intermitente

Sinopse: Zorg é um zelador que mora no sul da França, cuidando e consertando bangalôs. Ele vive uma vida simples e calma, trabalhando e escrevendo em seu tempo livre. Um dia Betty, uma jovem mulher dona de um temperamento imprevisível, entra em sua vida.


4 – Ninfomaníaca (Lars Von Trier – 2013) – Ninfomania

Sinopse: Bastante machucada e largada em um beco, Joe (Charlotte Gainsbourg) é encontrada por um homem mais velho, Seligman (Stellan Skarsgard), que lhe oferece ajuda. Ele a leva para sua casa, onde possa descansar e se recuperar. Ao despertar, Joe começa a contar detalhes de sua vida para Seligman. Assumindo ser uma ninfomaníaca, ela narra algumas das aventuras sexuais que vivenciou.


3 – Clepto (Thomas Treil – 2003) – Cleptomania

Sinopse: Emily Brown (Meredith Bishop) é uma cleptomaníaca. Tal como acontece com a maioria dos cleptomaníacos, a verdadeira razão por trás de seus roubos é uma compulsão incontrolável. Sua mãe é uma compradora compulsiva e seu pai está na cadeia. Emily vai para a terapia para tentar resolver a sua compulsão. Por sua vez, Nick (Garcia), um segurança de uma loja de departamentos, é cheio de problemas, especialmente financeiros, e flagra a garota roubando a loja onde ele trabalha. Ele fica impressionado com os métodos empregados por ela e pela facilidade com que realiza seus roubos.


2 – Melhor é Impossível (James L. Brooks – 1997) – TOC

Sinopse: Em Nova York um escritor grosseiro, sarcástico e que sofre de Transtorno Obsessivo Compulsivo (Jack Nicholson) tem como alvos principais um artista gay (Greg Kinnear), seu vizinho, e uma garçonete (Helen Hunt) que o atende diariamente e se desdobra para cuidar do filho que tem asma crônica. O destino vai fazer com que eles fiquem muito mais próximos do que poderiam imaginar.


1 – O Silêncio dos Inocentes (Jonathan Demme  – 1991) – Psicopatia

Sinopse: Agente do FBI (Jodie Foster) é destacada para encontrar assassino que arranca a pele de suas vítimas. Para entender como ele pensa, ela procura um periogoso psicopata (Anthony Hopkins), encarcerado sob a acusação de canibalismo.

2 de 2Próximo

Written by Felipe Yuzo

Aquela dose de alma na penumbra diária.

34 Comments

Leave a Reply
  1. Já vi alguns desses filmes vale a pena . É uma verdadeira aula.

  2. O filme ”eu, eu mesmo e irene” é um dos piores, senão o pior filme que já assisti, tanto do gênero como no geral. Ao invés de expor a doença para que o público possa entendê-la, ele somente reforça, através da frustrada tentativa de ser cômico, a tão temida e malvista “loucura”. Acaba sendo ofensivo aos portadores do transtorno e portanto, preconceituoso.

One Ping

  1. Pingback:

Deixe um Comentário